A Bahia tem atualmente 10 barragens com risco de rompimento e 45 no Brasil com algum nível de alerta. Essas informações estão presentes no relatório da Agência Nacional das Águas (ANA). O presidente da Comissão do Meio Ambiente, Seca e Recursos Hídricos da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), deputado estadual José de Arimateia, esteve nesta segunda-feira (dia 20), no município de Mirante, acompanhado do Vice Prefeito Moises Seles e o Secretario de Infraestrutura Wanderly Meira, o engenheiro Clodoaldo Miranda, e Vereadores do município, com o objetivo de visitar a barragem do Cipó classificado como uma das que apresenta risco de rompimento iminente.

A ação também contou com a presença do deputado estadual, Marquinho Viana, membro do Colegiado. Segundo informações do engenheiro agrônomo e assessor técnico da Comissão do Meio Ambiente, Seca e Recursos Hídricos da ALBA, Eduardo Macário, não foi constatado risco grave de rompimento na Barragem de Cipó, em Mirante. “Embora exista uma fissura no vertedor, o talude do barramento está intacto. As erosões registradas no relatório da ANA são superficiais”, assegurou.

A barragem de Cipó tem uma capacidade de 450 mil metros cúbicos. Ela tem a finalidade de suprir de maneira especial, a demanda de abastecimento de água para os habitantes da localidade. Depois de muitas reuniões com os órgãos responsáveis e cobrança feita pela administração, já encontra em fase de licitação pela CERB, o projeto de desassoreamento e manutenção dos taludes e limpeza da barragem do cipó. Obra estimada em R$ 350.000,00.