Anuncie aqui!

Bolsonaro tem 54% dos votos válidos no segundo turno; Haddad, 46%

A primeira pesquisa eleitoral do segundo turno mostrou que o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) lidera a corrida pelo Palácio do Planalto com 54% das intenções de votos válidos. De acordo com o levantamento feito pela consultoria de pesquisa Ideia Big Data, o Candidato do PSL tem oito pontos de vantagem em relação a Fernando Haddad, representante do PT. O ex-prefeito de São Paulo teria 46% das intenções de voto. A pesquisa encomendada pela revista Veja ouviu 2.036 eleitores das cinco regiões do país entre a última segunda e esta quarta-feira (10). A margem de erro é de 2,67% pontos percentuais para mais ou para menos. O número de registro no TSE é BR-09687/2018. Bolsonaro chegou ao segundo turno com a preferência de 46,03% do eleitorado (ou 49,2 milhões de votos). Haddad teve 29,28% dos votos válidos (31,3 milhões de votos).

Haddad sobe a 22%; Bolsonaro tem 28%, mas se enfraquece no 2º turno, diz Datafolha

A nove dias do primeiro turno da eleição presidencial, Fernando Haddad (PT) subiu seis pontos e consolidou-se em segundo lugar na corrida eleitoral, com 22%. Ela segue sendo liderada por Jair Bolsonaro (PSL), que se manteve estável com 28%, mas perdeu fôlego nas simulações de segundo turno, sendo derrotado em todas elas. A dupla lidera também no quesito rejeição do eleitor, indicando a polarização na disputa. Os dados estão na nova pesquisa do Datafolha. Nela, Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB) empatam tecnicamente no terceiro posto. Marina Silva (Rede) murchou para um distante quarto lugar.

Após se declarar contra Bolsonaro, Marília Mendonça é ameaçada e apaga vídeo

Após ter se manifestado através de um vídeo contra o candidato de Jair Bolsonaro (PSL) à presidência da República, a cantora Marília Mendonça recebeu ameaças e decidiu apagar a gravação publicada em seu perfil no Instagram. Em uma nova publicação, a sertaneja postou uma foto em que aparece ao lado da mãe e do irmão e lamentou o ocorrido após seu posicionamento aderindo à campanha “Ele Não”. “Essa sou eu, aquela é minha mãe e aquele é meu irmão. Minha família é constituída dessas 3 pessoas, que juntas acreditaram nas promessas de Deus e nos seus sonhos. Eu sou uma menina de 23 anos, cheia de amigos das mais variadas formas e conceitos que sempre respeitou o seu espaço, e construiu com apenas algumas boas torcidas e muita fé, o que tenho hoje. Em uma noite, tudo o que foi construído com amor e carinho foi apagado na mente de algumas pessoas. Me sinto mal e minha cabeça dói por imaginar que anos de luta se basearam nisso, no final das contas”, iniciou.

Continue Lendo

Bahia: Estado deve implantar novas placas de veículos nas próximas semanas

Nova placa promete ser anti-clonagem, tecnológica e colorida; Rio já usa, e nove estados adotarão em breve.Ela é cheia de modernidades, promete muito mais segurança e chama atenção. Mas a “placa Mercosul” ainda carrega velhos processos, curiosamente.Mais nove estados vão aderir em breve, nas próximas semanas, à “placa Mercosul”. Segundo o Denatran, Acre, Alagoas, Bahia, Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco, Sergipe e Rondônia estão “com processos avançados para implantação das novas placas”.

Leia a matéria completa >>

Pesquisa Ibope: Bolsonaro lidera com 28%; Haddad sobe 11 pontos em 7 dias e tem 19%

Com 28% das intenções de voto, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) manteve a liderança na pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (18), que mostra Fernando Haddad (PT) isolado em segundo lugar com 19% — ele cresceu 11 pontos percentuais em uma semana. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Na pesquisa Ibope de terça-feira passada (11), Bolsonaro tinha 26%, enquanto Haddad estava com 8%. Com a ascensão, o petista deixou a situação de empate técnico que tinha com Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB) e Marina Silva (Rede) para ficar isolado no posto.

Leia a reportagem completa do UOL >>

Pesquisa CNT/MDA: Bolsonaro lidera com 28,2%; Haddad tem 17,6% e Ciro 10,8%

O candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) lidera a disputa ao Palácio do Planalto com 28,2% das intenções de voto, segundo pesquisa do instituto MDA encomendada pela CNT (Confederação Nacional do Transporte) divulgada nesta segunda-feira (17). Em segundo lugar, aparece Fernando Haddad (PT), com 17,6% da preferência dos entrevistados. A margem de erro de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos. Ciro Gomes (PDT) vem em terceiro, com 10,8%. Os candidatos Geraldo Alckmin (PSDB) e Marina Silva (Rede) aparecem tecnicamente empatados em quarto lugar, considerada a margem de erro. Leia a reportagem completa no UOL >>

Ciro Gomes venceria todos adversários no 2º turno, diz Datafolha

A pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira, 14, fez projeções para dez cenários de segundo turno na corrida presidencial, considerando os nomes de Jair Bolsonaro (PSL), Fernando Haddad (PT), Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB) e Marina Silva (Rede). Conforme o instituto de pesquisas, Bolsonaro, que lidera o levantamento no primeiro turno, seria derrotado por Ciro e empataria com Alckmin, Marina e Haddad dentro da margem de erro de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. As projeções também mostram que Ciro Gomes venceria todos os adversários na parte decisiva da eleição, enquanto Fernando Haddad seria derrotado por todos, menos Bolsonaro. Considerando que o voto por exclusão ganha força no segundo turno, o desempenho de Ciro pode ser interpretado como reflexo de seu índice de rejeição, 21%, o menor entre os cinco presidenciáveis cujos nomes foram testados pelo Datafolha. Neste quesito, os eleitores respondem em quais candidatos não votariam de jeito nenhum. Jair Bolsonaro é o mais rejeitado, com 44%; seguido por Marina, com 30%; Haddad, com 26%; e Alckmin, com 25%. Os números são superiores a 100% porque os entrevistados podem indicar mais de um candidato.

Leia a reportagem completa da Veja >>

CNT/Vox Populi: Haddad passa Bolsonaro e lidera quando aparece como apoiado por Lula

O candidato à Presidência da República, Fernando Haddad (PT), ultrapassa Jair Bolsonaro (PSL) e assume a liderança das intenções de voto quando apresentado como candidato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). É o que mostra a pesquisa CUT/Vox Populi, divulgada nesta quinta-feira (13). Quando colocado na condição de “apoiado por Lula”, Haddad alcança 22%, enquanto Bolsonaro cai para segundo, com 18%. Veja abaixo os resultados completos deste cenário da pesquisa estimulada, quando os nomes dos candidatos são apresentados ao entrevistado:

Fernando Haddad (PT), apoiado por Lula – 22%
Jair Bolsonaro (PSL) – 18%
Ciro Gomes (PDT) – 10%
Marina Silva (Rede) – 5%
Geraldo Alckmin (PSDB) – 4%
Outros – 5%
Ninguém/Branco/Nulo – 21%
Não soube ou não respondeu – 16%

Continue Lendo

PT anuncia candidatura de Fernando Haddad à Presidência no lugar de Lula

O Partido dos Trabalhadores (PT) anunciou nesta terça-feira (11) que Fernando Haddadconcorrerá à Presidência da República no lugar do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que teve o registro de candidatura rejeitado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O prazo dado pelo TSE para o partido apresentar à Justiça Eleitoral o substituto de Lula terminava às 19h desta terça. Na chapa original, Haddad era o vice. Na nova formação, a candidata à vice-presidência será Manuela D’Ávila, do PCdoB.

Pela manhã, a executiva nacional do partido se reuniu em um hotel na capital paranaense. Haddad participou do encontro e chegou à Superintendência da PF, onde Lula está preso, às 15h30. Após se reunir com o ex-presidente, Haddad deixou o prédio da PF por volta das 17h15 e falou para a militância que esperava do lado de fora. Subiram o palanque com ele Manuela D’Ávila, a ex-presidente Dilma Rousseff, a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffman, e outros membros do partido. Leia a matéria completa >>

Pesquisa Datafolha: Bolsonaro, 24%; Ciro, 13%; Marina, 11%; Alckmin, 10%; Haddad, 9%

A nova pesquisa Datafolha mostrou que os candidatos ao Palácio do Planalto pouco oscilaram após o atentado contra Jair Bolsonaro (PSL). O deputado aparece com 24% (antes tinha 22%). Ciro Gomes aparece logo em seguida, com 13%. O levantamento foi divulgado pela TV Globo na noite desta segunda-feira (10). A margem de erro é de 2%, apara mais ou para menos.

Veja os números:

Jair Bolsonaro (PSL): 24%
Ciro Gomes (PDT): 13%
Marina Silva (Rede): 11%
Geraldo Alckmin (PSDB): 10%

Continue Lendo

Eleições 2018: Após sofrer atentado, Jair Bolsonaro vai a 30%; Ciro tem 12%, diz BTG Pactual

A primeira pesquisa realizada inteiramente após o atentado sofrido na última quinta-feira (6) pelo candidato da coligação “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos” à Presidência da República, Jair Messias Bolsonaro, indica que ele chegou a 30% das intenções de voto. O levantamento foi realizado pela FSB Pesquisa, que foi contratada pelo banco de investimentos BTG Pactual. O estudo teve 2.000 entrevistas em todo o país, nos dia 8 e 9 de setembro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. O registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é BR-01522/2018. Em 2º lugar aparece Ciro Gomes (PDT), com 12%, que na realidade está empatado tecnicamente na margem de erro com os 3 candidatos que vêm a seguir, todos com 8%: Marina Silva (Rede), Geraldo Alckmin (PSDB) e Fernando Haddad (PT).

PF abre inquérito para investigar atentado contra Bolsonaro em Juiz de Fora

A Polícia Federal (PF) divulgou nota nesta quinta-feira (6) para informar que abriu inquérito para investigar o atentado contra o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, em Juiz de Fora (MG). O presidenciável foi atacado com uma faca durante um ato de campanha no centro da cidade da zona da mata mineira. No comunicado, a assessoria da PF afirma que Bolsonaro estava sendo escoltado na agenda eleitoral em Juiz de Fora por policiais federais. O agressor, segundo a Polícia Federal, foi preso em flagrante e conduzido para a sede da corporação na cidade. Leia a reportagem completa do G1.

Vídeo mostra momento em que Jair Bolsonaro é esfaqueado em Minas Gerais; confira

Bolsonaro é esfaqueado em ato de campanha em Juiz de Fora (MG)

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) foi retirado às pressas de um ato de campanha em Juiz de Fora (MG), depois de ser esfaqueado. A informação foi confirmada por um de seus filhos, Flávio Bolsonaro. Segundo seu filho, o deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), o presidenciável “sofreu um atentado” com “uma estocada com faca na região do abdômen”, e passa bem. De acordo com o parlamentar, o ferimento “foi apenas superficial”. “Peço que intensifiquem as orações por nós!”, escreveu, em postagem no Twitter. Leia +..

Nova Pesquisa: Bolsonaro tem 24% das intenções de voto seguido por Marina, com 15%

Nova pesquisa do instituto FSB Pesquisa, realizada a pedido do banco BTG Pactual, mostrou que os eleitores da candidatura do PT e do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) são os mais decididos em relação ao voto que pretendem concretizar no próximo dia 7 de outubro, data do primeiro turno das eleições. Seja o ex-prefeito Fernando Haddad ou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silvao candidato petista, 80% dos que declaram voto nos dois dizem que essa posição “é definitiva”. No caso do capitão da reserva, esse índice é de 73%. Os números são muito superiores aos dos demais adversários com chances de avançar ao segundo turno das eleições e só se assemelham aos que estão decididos a anular, que são 74% no levantamento. Até o momento, menos da metade dos eleitores de Geraldo Alckmin (PSDB; 47%), Marina Silva (Rede; 44%) e Ciro Gomes (PDT; 42%), está convicto da posição que adota neste momento.

Continue Lendo

Lula lidera isolado com 37%, mostra nova pesquisa CNT/MDA

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera o cenário eleitoral para 2018, com 37,3% das intenções de voto, segundo nova pesquisa do instituto MDA revelada pela CNT nesta segunda-feira, 20. Na sequência aparecem Jair Bolsonaro (PSL) com 18,3%, Marina Silva (Rede) com 5,6%, Geraldo Alckmin (PSDB), com 4,9%, Ciro Gomes (PDT), com 4,1% e Alvaro Dias (Podemos), com 2,7%. Os demais candidatos não alcançaram 1% das intenções de voto. Essa é a primeira pesquisa após o final do prazo de registro dos candidatos à Presidência, que se encerrou na última quarta-feira, dia 15. Pelo atual entendimento da Lei da Ficha Limpa, o ex-presidente, no entanto, está inelegível, apesar de ter sido registrado como candidato pelo PT. Em comparação a maio, quando foi realizada a última pesquisa nacional CNT/MDA, o petista cresceu cerca de 5% (de 32,4% para 37,3%) no cenário estimulado. Bolsonaro também subiu, de 16,7% de 18,8%.

Continue Lendo

Liminar da ONU a favor da candidatura de Lula é obrigatória, diz dirigente

“Decisão obrigatória e de efeito imediato.” Foi o que disse ao UOL nesta sexta-feira (17) um dos integrantes do corpo de especialistas e dirigentes da ONU (Organização das Nações Unidas), o brasileiro Paulo Sérgio Pinheiro, sobre sobre a decisão liminar do Comitê de Direitos Humanos da ONU que autoriza Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a ser candidato à Presidência e a fazer campanha mesmo dentro da prisão. Leia mais >>

CNJ intima Moro e desembargadores sobre decisões na soltura de Lula

O corregedor do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), ministro João Otávio de Noronha, já intimou os desembargadores Rogério Favreto e João Pedro Gebran Neto, ambos do TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), e o juiz federal Sergio Moro, a prestarem informações sobre as decisões conflitantes em relação à libertação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).Os magistrados terão até o dia 15 de agosto para apresentarem as informações ao CNJ. Leia a reportagem na íntegra >>

Edilson Capetinha tem prisão decretada pela Justiça por não pagamento de pensão alimentícia

Segundo a decisão do juiz Daniel Felipe Machado, Edilson deve ficar preso por 30 dias ou até que pague “a integralidade dos alimentos devidos, inclusive as prestações alimentícias vencidas até a data do pagamento, excetuando-se os valores em referência à parcela vencida em 11/10/2017 e da multa de 50%, por decorrerem de acordo entre as partes”. O magistrado, no entanto, não autorizou a apreensão do passaporte, CNH e cartões de crédito de Edilson, “haja vista que tais providências não assegurariam o pagamento do débito alimentar objeto da presente execução sob o rito da coerção”. Segundo informação do Varela Notícias, Edilson estaria devendo mais de R$ 100 mil de pensão, a decisão está disponível no Diário Oficial do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJ-DFT), e a defesa de Edilson informou que ainda não foi notificada da decisão judicial.

De surpresa, Datena retorna ao “Brasil Urgente” e desiste de candidatura o senado

O apresentador José Luiz Datena surpreendeu seus espectadores nesta segunda-feira (9) ao retornar ao comando do “Brasil Urgente”, na Band. Além disso, ele também anunciou que desistiu oficialmente de concorrer a uma vaga ao Senado nas eleições deste ano. “Deixa eu falar uma coisa aqui. É claro que aparecendo na televisão como estou aparecendo agora fica eliminada qualquer possibilidade de eu ser candidato a qualquer cargo eletivo na República Federativa do Brasil. Leia +..