Blog Bom Jesus Notícias

Após reivindicação do Prefeito Zé Cocá, Via Bahia inicia recuperação das vias laterais da Cidade Nova

Após o prefeito de Jequié, Zé Cocá, reivindicar à VIABAHIA Concessionária de Rodovias S.A, o serviço de manutenção do trecho da Cidade Nova, que encontra-se praticamente intrafegágel e ocasiona diariamente inúmeros transtornos aos condutores de veículos na BR-116, a empresa que possui deveres estabelecidos no Contrato de Concessão de Serviço Público referente ao Edital nº 001/2008, firmado com a União por intermédio da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, deu início a recuperação das vias laterais da Cidade Nova, com a execução de uma operação tapa-buracos.

O serviço de reparo emergencial nos buracos, que vem expandindo na rodovia progressivamente, estão sendo realizados para melhorar as condições do trecho viário que há muito tempo necessita de atenção e cuidado, promovendo mais segurança aos condutores que trafegam, e população, que transita pelo local.

Após a Procuradoria da Prefeitura de Jequié, mover ação na Justiça Federal, contra a concessionária, que é é responsável pela conservação da pavimentação asfáltica dos acessos da Cidade Nova, Trevo do Poliduto, Trevo do Km 03 e Km 04, na BR – 116, cobra-se da Via Bahia que é remunerada mediante cobrança de Tarifa de Pedágio e outras fontes da receitas, um constante monitoramento das demandas de infraestrutura, visando a implantação de melhorias nos importantes trechos da rodovia que corta o município.

Justiça responsabiliza Chesf por alagamentos na BA e determina que empresa faça plano de recuperação de áreas afetadas

A Procuradoria Geral do Estado da Bahia (PGE-BA) atribuiu à Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) a responsabilidade pelos alagamentos ocorridos no final de dezembro em diversas cidades do sudoeste da Bahia, principalmente Jequié e Ipiaú. A PGE acionou a Justiça que, nesta terça-feira (3), não apenas responsabilizou a Companhia como determinou que a empresa faça o plano de recuperação das áreas afetadas. O pedido foi para a responsabilização integral e objetiva da Chesf pelos danos em toda a região afetada, sem limitação a município específico. A barragem fica em Jequié, mas além da cidade, outros municípios estão abrangidos na área de influência, conforme detalhou a PGE.

Prefeitura de Jequié propõe Ação Civil Pública na Justiça Federal em face da Concessionária Via Bahia, União e ANTT devido as más condições do trecho urbano da BR-116

Diante das inúmeras tentativas da gestão municipal, para conseguir a recuperação viária do trecho urbano BR-116, e do total descaso, da Via Bahia, responsável pela manutenção da faixa de domínio dos acessos da BR – 116 ao Trevo do Poliduto, Cidade Nova, Trevo do Km 03 e Km 04, a Procuradoria geral, da Prefeitura de Jequié, promoveu uma Ação Cívil Pública, na Justiça Federal.

A gestão municipal, que desde o início do mandato do prefeito, Zé Cocá, reivindica o início das obras que deveriam ser executadas e garantir segurança aos usuários, e da população adjacentes, da rodovia federal, espera obter êxito judicial, para que a concessionária seja acionada a resolver definitivamente as irregularidades do capeamento asfáltico, e elimine os buracos que se alastram progressivamente, atentando-se aos deveres estabelecidos no Contrato de Concessão de Serviço Público referente ao Edital nº 001/2008, firmado com a União por intermédio da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT e ViaBahia.

“É lamentável a situação das vias marginais, da Cidade Nova, da BR-116, já fizemos várias tentativas junto a Via Bahia para conseguir a recuperação em uma rodovia que é pedagiada, e infelizmente há um descaso com relação ao assunto. Cobrei o presidente da Via Bahia centenas de vezes, por isso a Prefeitura de Jequié, entrou com uma ação judicial, contra a Via Bahia para que a gente consiga recuperar esse trecho o mais rápido possível.”, disse o prefeito Zé Cocá.

Prefeito de Jequié e Desenbahia firmam parceria para financiamento da linha emergencial a juros zero aos empreendedores que tiveram estabelecimentos atingidos pelos alagamentos

Na manhã desta quinta-feira, 29, o prefeito de Jequié, Zé Cocá, recebeu em seu gabinete, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Celso Galvão, o presidente da Associação Comercial e Industrial de Jequié (ACIJ), Hugo Brito, e representantes da Agência de Fomento do Estado da Bahia – Desenbahia, do Governo do Estado, e firmou parceria para o financiamento emergencial a juros zero, que foi aprovada pelo Governo do Estado da Bahia, aos empresários que tiveram estabelecimentos atingidos pelos alagamentos, no Centro de Abastecimento Vicente Grilo (CEAVIG), e parte do principal eixo comercial de Jequié.

Ao final da reunião na Prefeitura, o chefe do executivo e demais representantes, compareceram ao 8º Grupamento de Bombeiros Militares – 8º GBM, que atuará em colaboração ao poder público, realizando vistorias e atestando os estebelecimentos que fazem parte do perímetro atingido pelas águas, para o recebimento dos incentivos que irão socorrer financeiramente os comerciantes.

Chuvas da Bahia: Jequié tem pior enchente desde 1981

Fotos: Joemerson Reis/Prefeitura de Jequié

A cidade de Jequié, localizada no interior da Bahia, registrou a pior enchente desde 1981. Segundo informações da segundo informações da Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec), isso ocorre por causa do volume nos rios de Contas e Jequiezinho, que transbordaram por causa da chuva. A água afeta também o Reservatório da Pedra. Até o momento, não há registro de feridos. Entretanto, muitos comércios do centro da cidade ficaram alagados. Em um vídeo publicado nas redes sociais, o prefeito do município pediu que as pessoas ficassem em casa.

Eletrobras Chesf esclarece controle de cheias no Rio de Contas, em Jequié

Confira a seguir a nota da chesf enviada ao Blog Bom Jesus Notícias: “A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Eletrobras Chesf) esclarece que a operação de controle de cheia realizada no reservatório da usina da Pedra teve como objetivo reduzir os impactos do volume de água que chegou na barragem, em virtude das chuvas intensas ocorridas no sul da Bahia. Não foi uma operação com o caráter energético, mas de controle de uma das maiores enchentes da história da bacia hidrográfica do Contas. Desde o dia 18 de dezembro, a Companhia aumentou gradativamente a vazão de saída, em decorrência do alto volume de chuvas que chegou ao reservatório, atingindo o patamar de 4.500 m³/s. O valor máximo da vazão de saída foi de 2.400 m³/s e o reservatório atingiu 93% da sua capacidade de armazenamento. A Chesf reforça que, desde que as afluências ao reservatório se elevaram, foram enviados comunicados, cartas-circulares, boletins, bem como representantes da empresa participaram de reuniões diárias com a Defesa Civil do Estado da Bahia, Corpo de Bombeiros, dentre outras entidades, agindo sempre dentro das normas e procedimentos estabelecidos.”

Boa Notícia para Jequié: Chesf irá reduzir de novo vazão na Barragem de Pedra; volume vai para 1 mil m³/s

Responsável pela Barragem de Pedra, em Jequié, no Médio Rio de Contas, a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) informou que vai reduzir de novo a vazão do reservatório. Em nota divulgada na manhã desta terça-feira (27), a companhia declarou que a “defluência será reduzida gradativamente do patamar de 1.600 m3 /s para 1.000 m³/s, até nova reavaliação”.  A medida ocorre, acrescenta o órgão, ocorre devido à diminuição das chuvas e das vazões afluentes ao reservatório. A previsão também é de não haja chuvas fortes na região nos próximos dias. Por volta das 6h desta terça, a barragem atingiu o volume de 87,28%, patamar ainda acima do esperado para o período, que é de 66,7¨%.  A companhia declarou ainda que segue em monitoramento do recebimento de água na barragem.

Prefeito estima que prejuízo no comércio após inundação já passa de R$ 100 milhões

Com boa parte das vias alagadas, Jequié, no Médio Rio de Contas, Sudoeste baiano, já começa a estimar os prejuízos causados pela inundação histórica. Na cidade, a região do Centro Comercial, que abriga o Centro de Abastecimento [Ceavig], ainda está tomada pela água. No último domingo (25), o espaço precisou ser evacuado (veja aqui). Em entrevista na manhã desta terça-feira (27) ao Bahia Notícias, o prefeito Zé Cocá (PP) declarou que estimativas incompletas apontam um prejuízo de mais de R$ 100 milhões. “Nós estamos fazendo um estudo junto com a Associação Comercial e Industrial de Jequié e a Câmara de Dirigentes Lojistas [CDL], e estamos já falando de um prejuízo de mais de R$ 100 milhões. Teve comerciante que perdeu coisa de R$ 4 milhões”, relatou o gestor, que também é presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB).

Jequié: “Foi uma desorganização da Chesf”, diz prefeito sobre inundação do Rio das Contas

O prefeito de Jequié (BA), Zé Cocá (PP), criticou a gestão da Chesf [Companhia Hidrelétrica do São Francisco] na gestão da Barragem da Pedra, que teve o volume aumentado com as chuvas recentes. Em coletiva de imprensa nesta segunda-feira, dia 26, Cocá declarou que a Companhia não se preparou para evitar a enchente e o que há é uma desorganização por parte da entidade.

Prefeitura de Jequié cancela evento de Ano-Novo por conta dos impactos das enchentes no município

A Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Cultura e Turismo, cancelou a programação alusiva aos festejos de Ano Novo, que estava agendada para o dia 31, no Alto da Prefeitura. O projeto inédito incluía shows musicais e queima de fogos de fogos de artifício, com uma grade de atrações para animar a população. A decisão foi tomada, nesta segunda-feira, 26, após as fortes chuvas que atingem a região nos últimos dias e que causaram uma vazão histórica na Barragem da Pedra, com as sete comportas abertas e liberando 2.400 metros cúbicos de água por segundo. Por conta disso, houve o represamento do Rio Jequiezinho e gerou alagamentos em boa parte do eixo central da cidade, causando sérios prejuízos à milhares de pessoas.

Prefeitura de Jequié disponibiliza ponto de apoio para recebimento de doações aos desabrigados

Com objetivo de atender de forma emergencial as famílias afetadas pelas fortes chuvas, a Prefeitura de Jequié disponibiliza, a partir desta segunda-feira, 26, um ponto para recebimento de doações para as famílias desabrigadas:

– As pessoas interessadas em doar, devem se dirigir até a antiga Biblioteca Central, na Avenida Rio Branco, Centro. Neste local, uma equipe estará responsável pelo recebimento dos itens: Roupas, além de materiais de cama, banho, higiene pessoal e alimentos não perecíveis.

Qualquer situação decorrente das chuvas que atingem o município, a população pode manter contato com a Defesa Civil, por ligação ou WhatsApp (73) 93505-0750.

Prefeitura de Jequié alerta moradores e comerciantes do Centro para alagamentos

A Prefeitura de Jequié, através da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil, informou, neste domingo, 25, que as chuvas que atingem a cidade há alguns dias se intensificaram, obrigando a CHESF a aumentar a vazão da Barragem da Pedra para 2.400 metros cúbicos por segundo, elevando bastante o nível do Rio de Contas. Por conta disso, o Rio Jequiezinho sofreu represamento, causando alagamentos no Centro de Abastecimento Vicente Grilo, atingindo estabelecimentos comerciais nas ruas do entorno do CEAVIG. Com o aumento da vazão, novas ruas deverão ser atingidas, inclusive a Praça da Bandeira.

Em ação do Governo do Estado, COELBA tenta cortar energia elétrica de órgãos públicos em Jequié, prejudicando a população

Atendendo a uma solicitação do Governo do Estado, uma equipe técnica da COELBA tentou cortar a energia elétrica do Centro Social Urbano (CSU) em Jequié, na tarde desta quinta-feira, 22. O secretário de Infraestrutura de Jequié, Lucindo Menezes, tomado pela surpresa da ação, acionou o procurador do município, Daniel Quadros, e a Guarda Municipal, que iniciaram tratativas e impediram que os órgãos municipais, instalados no espaço físico do CSU, fossem atingidos. No local funcionam a Secretaria de Infraestrutura, a Defesa Civil Municipal, Secretaria de Serviços Públicos e a sede do Consórcio Intermunicipal Médio Rio Contas (CIMURC).